quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Maria está chorando

Centenas de aparições duvidosas têm sido noticiadas no mundo inteiro como se fossem de Maria, a santa mãe de Jesus na carne. Essas aparições: 1) São apenas ilusões arquitetadas por mentes doentias ou fanáticas, ou mesmo pela "santa madre igreja ", a fim de angariar mais dinheiro com peregrinações e cultos idolátricos. 2) São obra de Satanás, que segundo 2 Coríntios 11.14, se transforma em anjo de luz a fim de enganar os tolos.

Quem morre não aparece, não se manifesta e muito menos se comunica com alguém, em parte alguma. Maria morreu, virou pó, o espírito está no céu, perto de Deus, aguardando a ressurreição dos mortos, quando será glorificada junto com todos os verdadeiros cristãos, uma vez que foi uma cristã humilde e santa e faz parte da Igreja Triunfante. E quando digo Igreja Triunfante não me refiro à "santa madre", mas à Igreja Invisível, a verdadeira Igreja do Senhor Jesus Cristo.

Se Maria pudesse realmente aparecer e se manifestar, sem dúvida alguma seria para chorar muito. E por que será que Maria iria chorar tanto? Ela iria chorar por muitos motivos e vamos tentar explicar alguns deles.

Maria deveria chorar porque os cristãos nominais não obedecem à Palavra de Deus, exatamente como deveriam obedecer. Mesmo porque ela deu um único mandamento para os cristãos em João 2.5: "Fazei tudo o que Ele (Jesus) vos mandar".



Maria iria chorar porque as pessoas no mundo inteiro vivem se curvando diante de suas imagens e estátuas e como Maria conhecia bem a Bíblia, ela sabe que o segundo mandamento (que a "santa madre" retirou do catecismo) proíbe terminan- temente qualquer tipo de adoração e fabricação de ídolos e a "santa madre" transformou a santa mãe num ídolo.

Ela iria chorar muito porque se confessou "pecadora necessitada de um Salvador" em Lucas 2.47 e a "santa madre" inventou que ela nasceu imaculada, negando a verdade bíblica que afirma que "todos pecaram e carecem da glória de Deus" (Romanos 3:23) e que só Jesus nasceu sem pecado, por ter sido concebido pelo Espírito Santo, mesmo porque ele é Deus.

Maria se desmancharia em lágrimas porque, além de carregá-la num andor, coisa importada do paganismo babilônico, em que a deusa Ishtar era carregada da Babilônia para o Egito, as pessoas lhe dão muitos nomes, adoram-na como se ela fosse uma deusa pagã e a rainha dos céus, condenada pela Bíblia em Jeremias 7.18 e outros.

Maria inundaria todo o seu manto de lágrimas porque as pessoas lhe dirigem orações, achando que ela é mediadora entre Deus e os homens, quando a Bíblia diz que existe apenas um Mediador: Cristo Jesus, homem, em 1 Timóteo 2.5. Como poderia a pobre Maria, exilada no céu, até o Dia do Juízo, ouvir orações de quase um bilhão de ignorantes, em todas as línguas e dialetos, em todos os minutos do dia e da noite, se ela não é Deus e só Deus é onipresente e onipotente?

Maria choraria demais, porque tendo sido uma simples e pura mulher do povo, foi incorporada às deusas pagãs Semiramis, Isis, Isthar, Astarte, Diana, e muitas outras, porque a "santa madre" adaptou as gravuras e estátuas antigas dessas deusas, a fim de que fossem veneradas e lhe trouxessem uma fábula de dinheiro da parte dos ignorantes da Palavra de Deus.



Maria choraria muito porque ela sabe que não pode ser venerada como deusa, nem agir como mediadora, nem ser rainha dos céus, nem ser mãe da Igreja, nem fazer milagres, enganando incontáveis milhões de pessoas ignorantes, que assim a consideram. Ela então iria pedir chorando que as pessoas que a amam cumprissem os mandamentos de Deus e acatassem as verdades do Sermão do Monte, que seu Filho Jesus pregou para melhorar o mundo.

Ela pediria que todos lessem a Palavra Santa, Infalível e Eterna, que é a Bíblia, porque as tradições mentem, os livros adicionais mentem, os magistérios mentem, pois são todos organizados a partir de homens pecadores e fraudulentos, enquanto a Palavra de Deus, que é mais cortante do que espada de dois gumes, é a única realmente perfeita e digna de ser obedecida.



Mary Schultze. Pesquisadora de Religião, ex-católica

20 comentários:

  1. Olá Pastor Agamenon!

    Muito bom o seu trabalho neste blog. Parabéns!

    Estou passando a segui-lo.

    Quero convidá-lo a conhecer meu espaço, e se quiser segui-lo também, será muito bem-vindo, assim como os seus comentários.

    Aparece lá!

    www.hermesfernandes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Graça e paz!
    “Andando” por aí cheguei até o seu Blog e quero te parabenizar pela bênção que pude ver aqui.
    Já estou te seguindo e será uma honra te receber no pastoragente.blogspot.com.
    Se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
    No blog conto da forma mais realista e divertida possível as realidades, dúvidas e experiências de uma simples pastora como eu.
    Fique na paz. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Paz do Senhor pastor.
    Cheguei até o seu Blog através de um seguidor seu e quero te parabenizar por esta bênção que.
    Já estou te seguindo e será uma honra te receber no abnerbferreira.blogspot.com.
    Se quiser segui-lo vai ser uma alegria pra mim.
    Também quero uso o blog para a divulgação do evangelho.Fique na paz. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. e maria chora por ver como vc a detesta e chora com o sua religiao a condena vcs nem tem principios o principio de vocês e o dinheiro lamento por existir pessoas como você

    ResponderExcluir
  5. Pastor, lembra do episódio do "chute" na Nossa Senhora Aparecida? Pois é a ação é a mesma. Levarei seu artigo ao MINISTÉRIO PÚBLICO na segunda feira. Aliás você tem a chance de 24h para se retratar ou já procure seus advogados pois você ofendeu a católicos, luteranos, anglicanos, reformados e ortodoxos dentre outros milhares de brasileiros. Acredito que quem está com o tal do Demônio é o senhor, já que você se preocupa tanto com ele. Rezo pela sua conversão pastor, pena que sua religião nasceu outro dia e não tem tradição nem história. Passar bem. Wagner Teixeira.

    ResponderExcluir
  6. Pastor, realmente Maria está chorando por todos os por pessoas iguais a você. Como você diz amar o filho se despreza a mãe? você já estudou teologia? já estudo Patrística, já estudo história da igreja? pelo que vejo és um ignorante e não entende nada de nada de religião. Vá estuda e volte a escrever aqui e infelizmente Maria continuará chorando por você. De um Luterano, Pastor Wilbert Schubert - Santa Maria/RS

    ResponderExcluir
  7. Também levaremos uma abaixo assinado contra este tal pastor para o Ministério Público, pois ele ofendeu a constituição federal e ao povo brasileiro em sua fé, onde milhares respeitam Maria Mãe de Jesus. Vamos fazer uma grande corrente contra estas forças demoníacas encaminhadas por falsos pastores, como previa a bíblia... Júlia Cristina - Pastora Reformada

    ResponderExcluir
  8. Bom pastor, sou católica, e a única coisa q tenho a te dizer, é: "Que por mais que VOCÊ ignore a Santa Mãe, que é mãe minha, sua (inclusive), e de todo o mundo queira sim, queira não, ela estará intercedendo por você e amando VOCÊ do mesmo jeito que ela intercede e ama as outras pessoas que nela confiam. Portanto, repense no que VOCÊ fala,porque antes de vocês evangélicos quererem se erguerem, a Igreja Católica Apostólica Romana já foi erguida séculos antes da de v6, tendo como cabeça Cristo, e corpo toda a igreja! Que Deus te abençõe! E Maria chora, pq ela q várias vezes apareceu para os povos, para orientá-los contra os danos do mundo, ainda estão iguaisinhos a VOCÊ! Passar bem! Há... e outra coisa, por favor, não nos critique, pois em blogs católicos não difamamos vocês! E isso é falta e ética, já que v6 pastores só sabem criticar. Vão cuidar da igreja de VOCÊS!

    ResponderExcluir
  9. Salve Maria,

    "cheia de graça" (S. Lucas I-28)
    "mãe de meu Senhor" (S. Lucas I-43)
    "bendita entre as mulheres (S. Lucas I-42)
    "em quem fez grandes coisas Aquele que é poderoso" (S. Lucas I-49)
    "e a quem proclamam bem-aventurada todas as gerações" (S. Lucas I-28)

    A Bíblia ensina que toda honra e glória se deve a Cristo Nosso Senhor, mas ensina também que honrar a mãe de Cristo, sua criatura mais perfeita, não diminui, mas aumenta a glória do mesmo Cristo, pois elogiar e reconhecer a obra é elogiar e reconhecer o autor da obra. Ainda mais o obra-prima da criação - Maria Santíssima.
    Jesus diz a São João: "Mulher, eis aí teu filho.(...) Filho, eis aí tua mãe" (Jo XIX, 26-27).
    E quanto a se prostrar :
    Veja, por exemplo, esta passagem do Êxodo”(18,7):

    "Moisés saiu ao encontro de seu sogro, prostrou-se e beijou-o. (...) "

    ResponderExcluir
  10. Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas ".

    (Ap 12,1)

    ResponderExcluir
  11. O episódio do casamento de Caná da Galiléia, onde Jesus, a pedido de sua mãe, transformou a água em vinho, é um exemplo inequívoco da solicitude maternal de Maria, que se mostra sensível à necessidade do próximo - neste caso, os novos esposos. E vemos também a eficácia de sua intercessão junto a seu Filho, Jesus Cristo. Assim foi entendido desde sempre pelo povo cristão, que através dos séculos tem confiado na mediação da Mãe do Senhor, venerando-a e invocando-a continuamente.

    O Concílio Vaticano II afirmou: "Ela se tornou para nós mãe na ordem da graça" (LG 61). Esta maternidade de Maria perdura ininterruptamente, a partir do consentimento que ela fielmente prestou na Anunciação, e que sob a cruz resolutamente manteve, até a perpétua consumação de todos os eleitos. Assunta aos céus, não abandonou este salvífico múnus, mas por sua multíplice intercessão prossegue em granjear-nos os dons da salvação eterna. Por sua maternal caridade cuida dos irmãos de seu Filho, que ainda peregrinam rodeados de perigos e dificuldades, até que sejam conduzidos à feliz pátria (LG 62).
    Tudo em Maria tem raiz, orientação e sentido cristocêntrico. Isto porque tudo nela parte e se refere à sua condição de Mãe virginal de Cristo, que é Deus. Esta maternidade divina de Maria é a expressão do povo cristão que, com as mil e uma invocações, venera e invoca a Virgem em todo o mundo. Todos os títulos marianos, assim como as solenidades litúrgicas referidas a Maria, não são coisa paralela ao mistério de Cristo, que celebramos ao longo do Ano Litúrgico, mas fazem parte dele.

    É a maternidade divina de Maria a explicação do cumprimento de seu mistério e missão; é sua razão de ser, seu condicionamento prévio e posterior: a Imaculada Conceição e Assunção gloriosa, passando por sua virgindade e sua participação nos episódios da infância, vida apostólica, paixão, morte e ressurreição de Jesus, assim como no prolongamento deste na vida da Igreja pelo seu Espírito.

    A Mãe do Senhor representa a Mulher nova e, junto com Cristo, a Humanidade restaurada na amizade de Deus que o pecado havia rompido. Maria é a perfeita cristã, a primeira discípula de Cristo, que escutava a Palavra de Deus, meditava-a em seu coração e a punha em prática em toda a sua vida. Maria precedeu-nos no exemplo da fé, entrega, disponibilidade e serviço a Deus e aos irmãos. Por isso, ela é para nós o modelo da caridade e da perfeita união com Cristo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo lugar para maternidade nessa nova criação de Deus,que pela via do ex-nihilo do nada trouxe a existência de todas as coisas,e criando o homem a sua imagem conforme a sua semelhança,mais devido sua queda Ele veio recriar pela água e Espírito,desfocarme da causa da minha nova vida é estúpido absurdo de quem não provou o últero das Escrituras Sagrada cuja origem da semente é a mesma até que desenvolvido teve a experiência do parto ainda que foi com as dores da parturiente multiplicada sete vezes as dores pos causa da alegria da Luz,esa semente não é outra senão a mesma que pela via do ex-nihilo trouxe todas as coisas a existência pelo poder da sua palavra,e agora depois de feito o parto as Escrituras são como leite não falsificado por uma mentalidade terrena,animalesca e diabólica mais respirando o ar da nova vida se nutre desse leite para robustecimento na semelhança daquele que me gerou,quando cresceu precisou dum alimento mais sólido mesmo que seja pelo sacrifício com dores de um supliciente mais pela alegria do resplendor daquele que me gerou faz e aquele que disse que das trevas resplandescesse a luz é quem resplandesceu em nossos corações para sermos suas testemunhas e nesse testemunho nuca vi em momento algum apelação para reconhecer maternidade muito pelo contrário mais reconhecer cada vez mais o Pai como Entidade Caridade Criadora,clamamos aba Pai,a maternidade é próprio do instinto puramente terreno,animalesco e diabólico totalmente privado de qualquer contato com Deus,é lamentavel a idolatria seja de que forma for mais quando o dolo acerca de um Evangelho tão explicito quanto a salvação que está radicalmente conjugado com adoração se deplora em cultos aos santificados que já passaram para o Senhor,é deveras lamentavel .

      Excluir
  12. . Depois de ter confiado João a Maria com as palavras: “Mulher, eis aí o teu filho!”, Jesus, do alto da cruz, dirige-se ao discípulo predileto, dizendo-lhe: “Eis aí a tua Mãe!” (Jo 19, 26-27). Com esta expressão, Ele revela a Maria o vértice da sua maternidade: enquanto Mãe do Salvador, Ela é a mãe também dos remidos, de todos os membros do Corpo Místico do Filho.

    A Virgem acolhe no silêncio a elevação a este máximo grau da sua maternidade de graça, tendo já dado uma resposta de fé com o seu “sim” na Anunciação.

    Jesus não só recomenda a João que cuide de Maria com particular amor, mas confia-lhe para que a reconheça como a própria mãe.

    Durante a última Ceia, “o discípulo a quem Jesus amava” escutou o mandamento do Mestre: “Que vos ameis uns aos outros, como Eu vos amei” (Jo 15, 12) e, reclinando a cabeça no peito do Senhor, recebeu d’Ele um singular sinal de amor. Essas experiências prepararam-no para perceber melhor, nas palavras de Jesus, o convite a acolher Aquela que lhe é dada como mãe e a amá-la como Ele com ardor filial.

    Oxalá todos descubram nas palavras de Jesus: “Eis aí a tua Mãe!”, o convite a aceitar Maria como mãe, respondendo como verdadeiros filhos ao seu amor materno.

    ResponderExcluir
  13. Querido Pastor,o que foi que Jesus disse sobre julgar????Pq vcs n param de nos criticar e começa a nos amar???Jesus mandou amar o seu proximo e não crtica-lo.
    e outra coisa JESUS É O FILHO DE DEUS,se ele quissese poderia descer ao mundo sem precisar nascer de uma mulher!!Mas n ele q eh todo poderoso preferiu ter uma MÃE,assim como vc gosta que respeite sua mãe,RESPEITE A MÃE DO SEU SALVADOR!!!!!!
    ELA É A NOVA EVA,JÁ TAVA PREDESTINADA DESDE O COMEÇO LEIA GENESIS!!!!

    Bjus
    q o SENHOR JESUS TE PERDOE

    Maria é a nossa MÃE!!!!!!!
    Mãe do meu Salvador!!!!!!

    SAMILLE

    ResponderExcluir
  14. Boa tarde a todos!
    É incrível como a ignorância e a falta de habilidade para interpretar textos podem levar as pessoas a cometerem grandes equívocos.
    Para começar o texto não tem nenhuma intenção de ofender Maria ou lhe tirar méritos. Logo no primeiro parágrafo o autor se refere a ela como "...Maria, a santa mãe de Jesus na carne.". A visualização deste texto como escarnecedor de Maria, ou até manifestação de ódio e desprezo como alguns aqui escreveram, é mera falta de sabedoria de fanáticos religiosos que se sentiram tocados em suas crenças desnecessariamente.
    Em segundo lugar, aos poucos que interpretaram corretamente o texto, todos sabem que não há nenhuma colocação mentirosa. O exposto no texto trata-se da mais pura verdade. Maria, que possuí sim todas as honras de ter sido a agraciada mãe do nosso Senhor Jesus (e somente dele, não de toda a humanidade) no campo divino foi um ser humano escolhido para uma obra específica como milhares de outros também são. Ilusão achar que um chamado ou um ministério podem tornar alguém divino ou milagroso. É uma verdadeira honra servir a Deus e ser escolhido por Ele pra uma grande obra, mas isso não torna nenhum dos escolhidos em todo poderoso no contexto divino.
    Falando um pouco sobre os demais ignorantes que falaram sobre o "MINISTÉRIO PÚBLICO", gostaria de dizer que um dos preceitos máximos e pétreos da constituição é a liberdade de expressão e a liberdade de culto. Neste texto só foi expressa uma opinião (que apesar de ser compartilhada pelo blogueiro, não foi escrita por ele como pode ser notado na fonte fornecida no fim do texto).
    Deste modo vocês terão todo o direito de se "expressar" á promotoria pública e serão ouvidos, mas infelizmente não serão atendidos.
    E aos que duvidam da cultura teológica do blogueiro, gostaria de dizer que até onde sei, ele é Bacharel em Teologia sim. Além de ter 24 anos de ministério pastoral, o que o credencia a emitir opiniões sim sobre qualquer assunto relacionado à história da igreja. (por ter sido questionado)
    Para terminar, que Deus, o único Deus, personificado por seu filho Jesus Cristo, e que habita nós pelo seu Espírito seja louvado. A Ele e somente a Ele toda honra e toda Glória para sempre. Amém!

    ResponderExcluir
  15. Acho que sumiram os radicais fundamentalistas que não conseguem ouvir opniões e respeitar a liberdade de expressão.
    Quem respeitou a liberdade de expressão de todos foi o blogueiro que pelo que ví não se manifestou contrariamente à opnião de nenhum leitor, mesmo que alguns tenhão sido indelicados ao extremo.
    Parabéns Anderson! Seu comentário resume de forma precisa a hermeneutica da postagem e inteligentemente coloca no lugar alguns que pensão que são os donos de toda a sabedoria e conhecimento e pensam que podem sair processando as pessoas por aí.

    ResponderExcluir
  16. Quanta heresia!
    Acredito que as pessoas estão tão bitolados em falsos ensinos aplicados na antiga Roma que mal conseguem ler um texto.Simplesmente abrem a tela leem o título e já fazem o resumo da obra.
    Onde consta no texto ofensas à mãe de Jesus? Falta de respeito com Maria? O texto é até uma reflexão para as tendências que realmente poderiam fazer com que a mãe de Jesus chorasse se ela estivesse no mundo. Onde a falta de cultura pode levar as pessoas.Tornando-as tão cegas espiritualmente a ponto de não conseguir ler um texto.
    Para nós cristãos não importa o que diz "O Concílio Vaticano II" e sim as palavras da Escritura Sagrada quando diz:"AO SENHOR SEU DEUS ADORARÁS, E SÓ A ELE PRESTARÁS CULTO".(Mateus 4:8-10)Digno é o Senhor de toda adoração, de todo louvor e de todo nosso amor. Que o Senhor possa reinar supremo e absoluto em nossos corações todos os dias e todas as horas das nossas vidas. Graças lhe damos porque o Senhor nos enviou seu Filho, o único que era capaz de resistir todas as tentações e se manter fiel.
    Que Deus venha levantar mais homens corajosos e com conhecimento para falar a verdade.Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  17. O senhor estudou mesmo a Bíblia e os ensinos da Igreja Católica para poder fazer tais afirmações?

    Para uma pessoa em sua posição, como pastor, presumo que deveria. Não deixe de ler http://www.depositodafe.com/search/label/Santos e http://www.depositodafe.com/search/label/Idolatria.

    POR FIM, SE POSSÍVEL, TENTA ME RESPONDER O SEGUINTE QUESTIONAMENTO: por que não crêem na Eucaristia, na presença sagrada de Jesus na transubstanciação do pão e do vinho, se esse ensinamento está nas escrituras e foi perpetuado desde o primeiro séculos da era cristã? http://www.depositodafe.com/search/label/Eucaristia

    ResponderExcluir
  18. Enquanto criticas "Pastor".... minha fé se fortalece...... Maria é nossa mãe e também sua.... Quer queira ou não.... Ainda ha tempo e se converta a verdadeira religiao....

    ResponderExcluir
  19. A todos que emitiram suas opiniões meu muito obrigado. Deus os abençoe ricamente. Opinião é pra ser respeitada. Grande abraço a todos.

    ResponderExcluir

Deixe seu cometário. É muito importante para mim sua participação. Que Deus lhe abençoe e guarde.